sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Sonho lúcido: a chama de fogo e os cristais de água

Olá, amigos! Segue o relato de um sonho lúcido, muito diferente dos outros que tive.

Estava numa prisão sem guardas, num prédio enorme ainda em construção. No piso em que dormia não havia grandes disturbios até que, numa noite, as coisas mudaram. Ao fugir de alguns reclusos, pensei: "Vive só até quando quiseres, porque isto é um sonho.".



Agora sabendo que se tratava de um sonho, decidi deixar de fugir. Comecei a correr muito rapidamente em circulos até que, quase voando, decidi trespassá-los. Quando entrei dentro dos reclusos que estavam a perseguir-me, decidi fechar os olhos na tentativa de mudar de cenário para uma praia. O cenário da praia apareceu muito desfocado e, embora estivesse a fazer bastante esforço mental para lá estar, toda a experiencia acabou por ser diferente.
Ficou tudo completamente escuro, como se fosse no hiper-espaço. Perdi completamente a noção de "eu". Nisto, aparece no meu campo de visão uma chama de fogo a fazer vários movimentos. Em seguida, apareceu no hiper-espaço uma matriz verde, como se fosse um tabuleiro de xadrez. A chama fez mais alguns movimentos nessa matriz, mas não percebi qual o significado de tudo aquilo.



Não sabendo ao certo porquê, decidi aumentar a minha energia de presença (tornando-me cada vez mais presente) e a chama de fogo desapareceu, dando lugar a cristais de água. As formas dos cristais alteravam constantemente, levando-me a perceber intuítivamente como se formavam os cristais de água. Lembro-me de ter pensado: "então é assim que se formam os cristais de água...". Fiquei com a sensação que eram os meus estados mentais que transformavam os cristais.





Depois de tudo isto, penso que caí em sono normal, ou pelo menos já não me recordo de mais nada. O que acham desta experiência? Já tiveram experiencias identicas?

Abraços,
Richard

7 comentários:

Richard Hermeticum disse...

Nessa mesma noite tive outro sonho, desta vez não lúcido, completamente anormal.

Viva numa casa, com a minha mãe, incrivelmente perto de uma baía. O mar chegava mesmo a tocar na nossa varanda.
Já à noite, olhando para o mar da baía, vi um enorme clarão debaixo de água.
Há medida que o clarão ia saindo da água, deu origem à palavra "Google".
Ao chamar a minha mãe, surgiram novas palavras, agora com o nome dos fundadores do Google.
De seguida, começaram a aparecer enormes vultos escuros na água. Ao observá-los com atenção, notei que eram polvos enormissimos que começaram a saltar da água em direcção à minha varanda.
Apercebi-me que eram de plástico, então limitava-me a metê-los novamente na água mas, quando passado pouco tempo, tudo aquilo tinha-se tornado num jogo de computador e eu próprio ao mesmo tempo que jogava na consola era também a personagem do próprio jogo.

Aceitam-se interpretações :)


Richard

jholland disse...

Richard,

É muito bom tê-lo de volta ao Blog, sua participação tem feito muita falta !

E, de fato, vejo que a espera não decepcionou, pois voltou em grande estilo !

Esse sonho é extraordinário, nunca tinha lido algo parecido. O mais próximo que pude associar foi com algumas experiências de meditação profunda - aquilo que costumo chamar de pós-sonho - quando às vezes ocorrem uma sucessão rápida de imagens aparentemente desconexas, algumas abstratas, outras bastante concretas. Porém, o que me chamou a atenção aqui foram 2 coisas: em primeiro lugar o transcurso do tempo, que, pela sua descrição, pareceu ser razoavelmente longo; em segundo lugar, o alto grau de consciência e lucidez, pois voce foi capaz de manter o foco consciente o tempo todo.

Outra coisa extraordinária é que voce manteve firme o pro~´osito do auto-conhecimento, de fato o portal para a experiência espiritual mais elevada. O que, é claro, me leva a lembrá-lo daquilo que havíamos combinado, acerca de dirigir nossas experiências oníricas para um ponto comum, lembra-se (creio que esse SL que vc descreveu tem tudo a ver com isso, não?)

Bom, fico por aqui por enquanto, pois estou em viagem e agora digito a partir do laptot no quarto de hotel. Conforme novos insights forem aparecendo, vamos trocaqndo idéias.

Richard Hermeticum disse...

Olá JHolland,

Sim, o nosso objectivo em comum mantem-se e, há medida que o tempo vá passando, tornar-se-à cada vez mais concreto e real.

Tens razão quando dizes que a experiência que relatei foi longa. Sei perceber muito bem porquê, intuitivamente soube que se conseguisse aumentar o meu grau de presença, conseguia atingir niveis mais elevados de experiencia.

De qualquer forma, este comentário tem outro objectivo. É interessante tentar perceber porque tive um sonho lúcido nessa noite.

Basicamente, já há duas noites que andava a dormir mal por causa do barulho que os meus vizinhos fazem. Nessa noite, decidi fazer algo diferente. Pensei: "bem, eles vão continuar a fazer barulho mas posso reagir de forma diferente, porque afinal de contas a minha percepção do barulho é que está a incomodar-me.".
Então decidi ficar o mais presente possivel sem reagir ao barulho com apego ou aversão (pegando numa expressão Budista).
Como estavam a fazer algum barulho, vi-me obrigado a elevar o meu nivel de presença mais do que normalmente faço quando estou em silencio, e penso que foi isso que fez com que tivesse um sonho lucido nessa noite: o facto de ter adormecido consciente.

Fica a nota :)


Abraços,
Richard

##Éric@## disse...

ola Richard tdu bem?
tenho uma pergunta pra vc, durante a vigilia fisica, vc fica pensando muito nos sonhos lucidos?, dizem que ajuda a ter lucidez nos sonhos, e vc tem muitos sonhos lucidos em um mes?Sabe eu tbem tenho esses sonhos so que não eh tão frequente.Abraços

Richard Hermeticum disse...

Olá Éric,
Respondendo às tuas questões:
Confesso que não costumo pensar muito em sonhos lúcidos e não tenho tido muitos sonhos lúcidos.
Este ano mudei de casa, casei-me e, dado o esforço de adaptabilidade que isso requer, não tenho tido muita energia para isto. Também passei a dormir menos (durmo 5/6 horas por dia), o que também não ajuda nada.

Abraço,
Richard

Raili Mion disse...

gostei do blog

eu tbm to treinando para ter mais sonhos lucidos, eu só tive 3 até agora :D

ah, eu tava penssando tipo, se eu estudar bastante o cerebro humano e tipo , saber quais areas atuam sobre determinadas atividades, e durante meus sonhos lucidos futuros, eu fizer algo para estimular alguma area especifica do meu cerebro para melhorar o aprendizado por exemplo...

ou esimular uma area que produza alguma substancia benefica ou sei la...

sera que da certo??? claro , considerando que um viajante onirico experiente faça isso

o que voces acham????

jholland disse...

Olá Raili,

Seja bem-vinda ao Blog !

Em relação ao que voce perguntou, creio que esse seria o caminho mais difícil e, talvez, de eficácia duvidosa. Isso porque você teria que treinar muito a associação daquilo que voce sente internamente com o conhecimento teórico. E, a partir daí, treinar para que, durante o sonho, você ative exatamente a parte que você conseguiu identificar previamente.
Não que seja impossível. Algumas técnicas utilizadas na psicologia usam esse raciocínio. Refiro-me, por exemplo, ao bio-feed back, em que o próprio paciente aprende a dicernir, com o auxílio de instrumentos sofisticados, quais partes do cérebro ele está utilizando com essa ou aquela experiência mental interna. Por exemplo quando ele pensa ou sente algo, o instrumento acusa que ele ativou determinada onda cerebral etc.
De qualquer modo, há formas mais diretas e simples - que exigem alguma dedicação e vontade, claro - e que produzem maravilhosos efeitos de auto-aprimoramento.

Muito obrigado por sua participação e continue enviando seus comentários!