sábado, 26 de abril de 2008

Teoria da multidimensionalidade onírica

Teoria da Multidimensionalidade onírica
Introdução
A questão é saber o que é dimensionalidade nos aspectos oníricos e se a multidimensionalidade se aplica a eles. Na vigília ativa temos as dimensões normais, ou seja, estamos confinados na tridimensionalidade.
Os nossos ambientes, as nossas crenças, a nossa imagem corporal a são limitados por essas dimensões, que por sua vez, são moldadas por essa realidade física.. O que fazemos e pensamos e formatado por essa concepção concreta da vigília ativa.
Há pessoas que pensam que a realidade tridimensional é absoluta e que estamos definitiva e irremediavelmente presos nela. Para essas pessoas os sonhos não seriam portais para outras dimensões.

Dimensões
Em um sonho temos dimensões bem diferentes das da vigília ativa. Algumas das irregularidades oníricas, que parecem ser irreais para os parâmetros tridimensionais, que tomamos como referencial na vigília ativa ocorre nessas dimensões oníricas.
Um exemplo das dimensões oníricas de espaços n-dimensionais é a viagem no tempo nos sonhos. O tempo é relativo e está interligado aos outros estados da matéria. É a famosa teoria da Relatividade de Einstein.
Talvez seja muito difícil visualizar isso na nossa realidade. Mas no mundo atômico e nos sonhos seja mais fácil de compreender. Sonhos ligados viagens no tempo teriam como uma possível explicação a ligação a certas dimensões oníricas Um viajante onírico temporal esta se movendo em dimensões paralelas à do sistema referencial dimensional da vigília ativa. Em relação ao nosso referencial ele poderia ir ao passado ou ao futuro, mas estaria, simplesmente trafegando entre dimensões paralelas.
Teoria
A teoria da multidimensionalidade onírica- MO, ou espaços oníricos n-dimensionais refere-se ao fato de termos muitas dimensões interligadas nos sonhos. Na prática significa sonhos dentro de sonhos. Essa rede onírica matricial, formada por sonhos dentro de sonhos, sonhos paralelos, sonhos complementares, sonhos compartilhados, sonhos impessoais, sonhos transpessoais, mostram a interligação e a inter-influencia recíproca que ocorrem entre eles.
A teoria de aplica a os sonhos na medida em que os espaços oníricos não são apenas tridimensionais, mas n-dimensionais. Em um sonho pode-se ter a fusão de várias dimensões, de acordo com a sintonia do sonhador ou sua capacidade de discriminação dessas dimensões.
Essas dimensões guardam propriedades singulares, leis, energias, vibrações. Algumas dessas dimensões são parecidas aos sonhos comuns fantasiosas, irreais. Outras são muito semelhante á vigília física, ativa.
Dimensões superiores
Há dimensões que estão além da imaginação das pessoas comum. São dimensões superioras Como exemplo pode-se citar:

1.Sonho lúcido sem sonho;
2.Estado do sonho ausente da ioga tibetana dos sonhos;
3.Realidade por traz das aparências;
4.Consciência cósmica,
5.Expansão da consciência.
6.Mundos interiores
7.Mundos superiores

Essas dimensões superioras guardam importantes verdades para o sonhador em particular e para a humanidade em geral. Alcançá-las não é tarefa fácil e requer muito empenho do sonhador lúcido
Para alcançar essas dimensões superiores existem diversas técnicas, que não abordaremos nesse artigo, mas podemos citar o exemplo de meditação profunda.
Dimensões inferiores
Os sonhadores comuns, por sua situação muito ligada à tridimensionalidade, as crenças materiais arraigadas, as limitações corporais e a imaturidade emocional. Unem-se nas vibrações das dimensões oníricas inferiores, também conhecidas como

1.Sonhos triviais
2.Pesadelos
3.Sonhos de ansiedade
4.Sonhos incoerentes
5.Sonhos ilógicos
6.Astral inferior

As dimensões oníricas inferiores, abundante no atual nível da humanidade terrena, refletem apenas, tão somente, os problemas e compensações que levamos para a cama na hora de dormir, isso a nível mundial.
Pesadelos podem estar ligados a dimensões oníricas negativas, ou dimensões inferiores, nas quais estão ligadas A energias emocionais negativas, produzidas pela massa da humanidade acumulada durante os séculos
Constituição
Como são constituídas essas dimensões, panos, faixas oníricas? Utilizo a teoria transpessoal para explicar esses fenômenos. Outros podem chamar

1.Campo psi,
2.Inconsciente coletivo,
3.Sonho da humanidade.
4.Sistema cultural da humanidade

Experiência pessoal
Certa vez tive uma seqüência de falsos despertares, cerca de quatro, que ilustram a idéia de MO. Outro exemplo é o caso da mudança de cenário, fenômeno que ocorre em alguns sonhos em que, quando ocorre a percepção de se estar em um sonho há uma mudança repentina no canário do sonho ou passa-se para outro sonho.
Contestação
Existe uma hipótese contrária a MO que defende que todos os sonhos são variações de um único sonho. Por essa hipótese unidimensional, todos os sonhos e as dimensões oníricas, formariam um contínuo, uma massa uniforme.
Tipos de sonhos
Existem vários tipos de sonhos que estruturam a as diversas dimensões oníricas. Assim temos:

1.Intra-onírico. Sonho dentro de sonho
2.Paralelo. Sonhos paralelos
3.Complementares. . Sonhos complementares em que se precisa do sonho de outro sonhador para poder entender o conteúdo do sonho
4.Compartilhados. Sonho tido por dois ou mais sonhadores simultaneamente.
5.Impessoais. Sonhos que ocorrem independente da vontade do sonhador.
6.Transpessoais. Sonhos ligados, diretamente, aos fenômenos transpessoais

Cósmico
Outro tipo de sonho que entra no estudo da MO.é o sonho cósmico ou sonho da morte que ocorre com a pessoa que falece, desencarna, morre Nesse tipo de sonhos a hipótese é que quando alguém falece, por não sabermos quando exatamente ocorre as morte, o corpo do falecido entra em uma espécie de sonhos, chamado sonho do falecido.
Importância
A importância reside no fato de podemos, com os sonhos lúcidos, entrarmos conscientes nessas dimensões. O sonhador que domina a viagens conscientes dentro da MO consegue explorar melhor o seu mini-universo mental e conhecer-se a si mesmo.
Para isso ele utiliza as suas capacidades oníricas: discernimento; intuição onírica; memória integral, visão onírica, consciência onírica crítica, oniricidade, etc. Em outras palavras ele alcança a consciência multidimensional onírica – CMO, tornando-se livre párea trafegar entre as diversas dimensões oníricas.
Um corpo onírico multidimensional, ou corpo dos sonhos, teria a imagem corporal alterada de acordo com as dimensões ou poderia manifestar em uma determinada dimensão com o corpo onírico de outra dimensão.
Um exemplo de sonho é o corpo do sonhador que aparece invisível em um cenário dos sonhos ou sente a presença de sonhadores com corpos invisíveis.
Sonhadores
O sonhador lúcido veterano, mais experiente, consegue discernir a dimensão ou dimensões que está inserido e trabalhar racionalmente nestes lugares, espaços n-dimensionais. Com isso ele esta cada vez mais aumentando a sua lucidez e maturidade onírica que são os objetivos magnos do sonhador plenamente lúcido.
Por outro lado a dificuldade do discernimento, ou falta de lucidez, dos sonhadores lúcidos iniciais não conseguem uma adaptação ideal e acabam perdendo a lucidez, ou seja, voltando às dimensões inferiores, o que deve ser combatido pelo sonhador lúcido novato.
Observa-se, também, a MO nos sonhos lúcidos compartilhados. Assim um grupo de sonhadores integrados pode combinar experiências oníricas conscientes pelas diversas dimensões e trocarem experiências entre si.
Localidades oníricas
Localidades oníricas são sonhos especiais, impessoais, resultado da atividade onírica de centenas de sonhadores durante um lapso de tempo muito grande. Podem se classificadas em naturais e artificiais. Naturais estão ligadas a cenários reais da vida da vigília ativa. Localidades oníricas artificiais estão ligadas a lendas, estórias e outros produtos da imaginação humana
Localidades oníricas estão ligadas a dimensões oníricas mais estáveis e parecidas com a vigília ativa.
Localidades oníricas artificiais estão ligadas a dimensões oníricas criadas pelo pensamento de centenas de sonhadores, como por exemplo, um desenho assistido por inúmeras crianças, ou videojogos.
Conclusão
Conclui-se, pelo exposto, tanto teórico como prático, que a multidimensionalidade se aplica aos sonhos e que o seu conhecimento e reconhecimento, através da consciência multidimensional onírica é indispensável ao progresso do sonhador lúcido veterano
otavioaquino

Um comentário:

Hermeticum disse...

Excelente post.
Podias facilmente desenvolver alguns aspectos do post, em futuros artigos.
Ficamos à espera.