sábado, 20 de novembro de 2010

Viajando pelo Macro e Microcosmos

Olá amigos!
É com enorme felicidade que vos relato um novo sonho lúcido, acabadinho de acontecer!

Estava a ter um sonho perfeitamente normal. O sonho já ia longo e encontrava-me dentro de uma casa com alguns familiares tentando perceber de que coluna de musica estava a vir o som. Nisto, toca o telefone e falei com uma pessoa, através das colunas de som!
Disse-lhes: "Ainda estou para perceber como atendi uma chamada telefónica numas colunas de som", depois pensei: "Já sei porquê!" e deu um enorme sorriso.



Mais uma vez, tive a sensação que todo o cenário se transformou em luz e sentia o meu cérebro (que se encontrava deitado na cama) em profunda vibração. Pensei: "quero ver o Macrocosmos". Seguiram-se muitas imagens de galáxias inteiras, com várias formas e cores. Depois disse: "agora quero ver o microcosmos" e seguram-se uma enorme quantida de imagens assemelhando-se a fractais e fiquem com a sensação que há algo misterioso que une o Macro com o Microcosmos. Fiquei com a sensação que não existe nem macro nem microcosmos, existe apenas uma consciencia que - por ser distraída - cria a ilusão de tamanhos. O microcosmos é tão grande, quando a nossa consciencia nele habita, como o macrocosmos.



A rebentar de euforia e completamente lucido, pensei "quero ver como é o JHolland". Nisto, a sair de um abismo cósmico, saiu uma imagem de um homem, com cerca de 30 anos, cabelo castanho escuro, pele relativamente clara, oculos, e barba (pêra e bigode).
Curiosamente é a mesma pessoa que apareceu no meu sonho lúcido anterior.



Depois decidi perguntar se ia ficar com a minha esposa. Seguiram-me imagens dela (confesso que físicamente alteradas) a dar leite a um bébé. Senti-me bem.

Completamente lúcido projectei na minha mente os arredores do prédio onde vivo para voar livremente. Recordo-me de comentar comigo próprio como estava realmente dentro daquele cenário e era tudo tão real. Lembrei-me que assemelhava-se às minhas experiências com Salvia. Perfeitamente consciente de que tudo se tratava de um cenário ilusório, decidi trespassá-lo a alta velocidade.



Sentia-me tão bem que nada do que eu fizesse fazia com que perdesse lucidez. Aproveitei toda aquela euforia e extremo bem estar o tempo que quis, até que decidi voltar para o meu corpo. Senti-me como se fosse uma folha, a descer ao sabor do vento, entrando num sitio completamente escuro (provavelmente o meu quarto, porque era assim que estava).
Permaneci lúcido. Depois, senti algo muito semelhante a um flash "não lúcido" e acordei.

19 comentários:

Richard Hermeticum disse...

Claro que todos nós vamos rir quando o JHolland disser que não se assemelha minimamente ao relato do meu sonho :)

Mac disse...

Eu tenho 14 anos e já tive 2 sonhos lúcidos, e queria relata-los pra saber se tem algum significado.

Sonho lúcido 1
O sonho estava muito confuso e de alguma forma eu percebi que estava sonhando, tentei modificar algo (acho que uma janela, uma parede, não lembro).
Não consegui, mas sabia que era um sonho, acho que tinha pessoas comigo.
Acho que uma garota se destacava entre elas (não tenho certeza).
Embora quando eu pense no sonho venha alguns flashs, não consigo definir o que seja.
Se me lembro bem, estávamos fugindo de alguma coisa ou alguém.

------------------------------

Sonho Lúcido 2 (Dia 22/11/2010, Segunda-Feira)
Dormi aproximadamente às 4 da manhã
Acordei exatamente às 13:14

Primeiro o sonho não começou lúcido, eu estava numa espécie de festa, onde eu estava sentado numa cadeira com a minha família eu estava com um violão.
Quem estava comigo, se me lembro bem, era meu avô (que já faleceu), minha mãe e sem muita certeza, acho que minha madrinha e minha prima.
* Tinha uma espécie de apresentação eu acho, tinha gente de violão, e eu não fazia a mínima ideia de porque eu estava com violão,
na minha cabeça eu não tinha a intenção de me apresentar.
Então eu vi uma garota, daí o que me lembro depois era de ver dois colegas da escola apresentando um trabalho de Inglês, um pouco depois disso, eles começaram a brigar, minha mãe veio e tentou apartar a briga, mas estava apanhando também.
Então eu fui lá e usei toda a minha força pra derrubar o cara mais forte, depois disso me lembro de ver uma espécie de castelo ou pelo menos um lugar muito bem enfeitado.
E pelo que eu entendi na hora, aquela garota era uma espécie de princessa, não sei ao certo, depois eu me vi na cama com ela.

FOI AÍ QUE O SONHO FICOU LÚCIDO
Me dei conta de que eu não poderia mesmo estar na cama com ela, percebi isso e apartir daí, fiz o que quis no sonho!
Fui pro quarto da minha avó, liguei a luz (normal), desliguei (a luz demorou pra desligar), isso significa que era um sonho mesmo!
Nessa parte eu queria adicionar coisas no sonho.
Mas aí o sonho ficou complicado, meio confuso.
Eu comecei a ver a tela do meu computador e selecionar arquivos que iriam aparecer no meu sonho lúcido, sem dúvida, fui direto para a pasta do Darker Than Black (um anime que pra mim, foi o melhor de todos os tempos), ou tentei ir, porque embora eu tenha achado a pasta, eu simplesmente não consegui fazer nada sobre isso.
O sonho acabou.

Marília disse...

Olá,

Sou jornalista e estou escrevendo uma reportagem sobre sonhos lúcidos, coletivos...e gostaria de conversar com um especialista/estudioso no assunto. Você é ou conhece algum para indicar?

Obrigada pela atenção,
Marília Besser
Editora V&RC

Richard Hermeticum disse...

Olá Marília,
Penso que a pessoa certa é o JHolland, fundador do site e altamente versado no assunto :)


Obrigado,
Richard

Richard Hermeticum disse...

Hoje, estava num bar com luz baixa juntamente com alguns amigos (no mundo onirico). Nisto, ao olhar para o meu computador portátil, notei que estava sempre a abanar, como se fosse de borracha. Sorri.
Em vez de "explodir em luz", como normalmente faço, decidi tentar interagir com os meus amigos. Comecei a colar o meu desktop muitos post its a dizer "estamos a sonhar", até que um deles reparou.
Então disse-lhe: "Queres ver como estás a sonhar?" Aperta o teu nariz e vê como consegues continuar a respirar!" Tanto eu como ele fizemos isso e sorrimos. Depois disse: "E também dá para controlar todo o cenário. Queres ver?"
Nisto, fiz com que uma pesse se peidasse (desculpem a sinceridade). Em seguida, fiz com que todas as pessoas se peidassem.
Infelizmente quando preparava-me para mudar o cenário onirico, o meu despertador tocou, então senti todo o cenário a desvanecer-se, até que acordei.

Este sonho, ao contrário do que está no post original, não foi extremamente lúcido, mas fica o relato :)


Abraços,
Richard

black Angel disse...

Olá,parei de comentar no blog por consequência de problemas com os serviços do Google...Bom,gostaria de postar um sonho estranho que tive hoje de manhã:

"o sonho começa envolto em meio a uma escuridão(talvez pelo fato de ter acontecido muitos blackouts aqui na minha cidade)e eu me encontro na cozinha junto ao meu irmão-não conseguir ver o rosto,mas senti ser ele-e percebo a presença de uma senhora bem velhinha com roupas de cigana e uma espécie de lampião só que funcionava com uma lampada elétrica-mas eu sentia cheiro de material enflamavel-A luz estava muito fraca,parecida com a luz de umavelaprestes a se apagar.Me lembro de ter perguntado: "funciona com lâmpada incandescente ou fluorescente?" a velhinha resmungou alguma coisa que não me lembro-parecia me ignorar ou não se deu conta de minha presença-e foi com a mão em uma espécie de cinto cheio de fios de cobre e peças de eletronicos aonde ela plugava o interruptor da sua lamparina.Não me lembro quando, mas me lembro de ter entregue a ela uma lampada fluorescente.Eu disse "é mais econômica".Ela pegou a lampada e ao adapta-la na engenhoca foi com a mao na pia que estava coberta de água.Eu disse bem baixinho,em som quase imperceptivel(ou pensei):"não coloque a mão ai,sabe oque pode acontecer" a velhinha me ignorou e penso que disse algo como "é preciso" ou "preciso fazer isso" mas não posso dizer com certeza.Colocou a mão na água e a outra mão na lamparina,ouvi um estalo e depois veio uma grande luz forte acompanhada de fumaça.A velhinha ficou estática por uns 3 segundos e caiu para tras como um boneco sem vida.A luz da lamparina da velhinha entrou em curto e foi se apagando lentamente,me lembro de ainda olhar para o seu rosto sofrido,Senti um pouco de culpa.O sonho foi se apagando tão rápido quanto a luz da lamparina,logo acordei... "

Alguma Opinião?

jholland disse...

Hahahahahaha !!!!!!

Maravilhoso esse sonho, Richard - será que foi "só" um sonho ?

A cada SL que voce descreve fico mais e mais surpreso, voce dá passos de gigante ! (afinal, por que não quis dar a entrevista ?)

Voce está realmente recebendo ensinamentos valiosos, isso não é para qualquer um, tenho certeza disso.

De resto, nem vou comentar mais nada sobre esse SL, ele diz tudo !

Abraços !

jholland disse...

Olá Mac, seja bem-vindo.

Muito legal voce postar aqui seus dois SL !

Na minha opinião mais importante do que o conteúdo dos sonhos é o fato de você ter ficado lúcido. Digamos que a lucidez onírica é a parte do sonho que mais importa. E, assim procure utilizar esse talento para resolver os problemas oníricos que forem surgindo, dissolvendo dessa forma todos os conteúdos inconscientes que ainda estejam armazenados e que a Consciência lhe oferece sob a forma de sonhos. É uma oportunidade rara e preciosa.

Bom, essa é, digamos, a primeira fase.

Continue postando aqui seus sonhos lúcidos.

Abraços !

jholland disse...

Richard,

Em relação ao segundo sonho, há sem dúvida um nível razoável de lucidez, ou não ? De certa forma, não há um abismo a separar os estados lúcidos e não-lúcidos, mas é mais um "continuum".

A manipulação do cenário nem sempre é tarefa fácil - essa capacidade revela já um bom grau de concentração relaxada.

jholland disse...

Olá Black-Angel, de volta ao Blog !

Não sei se voce já percebeu, mas eu tendo a dar mais importância à estrutura dos sonhos do que ao seu conteúdo propriamente dito. Na minha opinião, os conteúdos oníricos são importantes na medida em que: 1) permitem ao sonhador se defrontar com seus condicionamentos e limitações (e superá-los) ; (2) em outras situações bem diversas, constituem formas pelas quais ensinamentos nos são transmitidos; e (3) há também um outro tipo de conteúdo, que diz respeito a sonhos premonitórios, transpessoais (telepáticos e/ou compartilhados) etc.

Posso estar enganado, mas no caso que voce postou, parece que o sonho é do primeiro tipo, ou seja, de forte conteúdo emocional e, dessa forma, guarda relação com outros conteúdos emocionais e biográficos armazenados na mente. Não tenho condições de interpretar isso.

Mais importante, na minha opinião, foi sua capacidade de lembrar os detalhes e de todo o enredo onírico, dentro daquela linha que já discutimos acerca do aumento de comunicação das instâncias conscientes e inconscientes - ou seja, a superação da cisão interna. É um passo importante para despertar a completa lucidez onírica.

Obrigado por voltar a participar do Blog !

black Angel disse...

Salve jholland!Tenho me dedicado com afinco em relação ao registro dos meus sonhos.Quando acordo a primeira coisa que faço é registrar meus sonhos.Uma coisa interessante é que eu me lembro deles de tras pra frente.Ja faz um tempo que venho registrando meus sonhos e por mais que acordar as 5:30 e ter de registrar todos eles com detalhes seja meio trabalhoso não desisto.Outro fato interessante que gostaria de mencionar:tenho confundido a memoria de meus sonhos com a memória da realidade(não sei se fui bem claro)sempre me pego pensando se aquilo realmente aconteceu ou foi um sonho ai recorro ao meu diario de sonhos.Fico feliz em dizer que agora consigo me lembrar de todos os sonhos que tenho na mesma hora que acordo,o triste é registrar(gosto de detalhar tudinho).Agora as coisas estão ficando realmente emocionantes!Só para não esquecer:os sonhos ficam MUITO MAIS REALISTAS a medida que o registro de sonhos se torna um hábito e você começa a dar mais importancia aos sonhos.

Bons Sonhos!

jholland disse...

Sim, esse fenômeno da confusão da memória é uma coisa bem interessante, sei bem o que voce quer dizer.
Não é à toa que os mestres dizer não haver qualquer diferença entre a vigília e o sonho !

(como já disse antes, creio que voce está no "ponto"para despertar a lucidez onírica - acho que uma coisa extremamente útil seria você iniciar alguma prática de meditação - dê uma olhada nas matérias publicadas em meu outro Blog, Metamórficus - há muito material ali sobre meditação - qualquer coisa me fale).

Abraços !

black Angel disse...

Ok,ja vou dar uma olhada no blog.Sobre meditação,queria saber se tem problema de pratica-la no meu quarto mesmo?Eu tenho uma plantação atras da minha casa mas não consigo ficar la em paz nem dois minutos sem que alguem me chame...Outra coisa;você saberia me dizer se taoismo tem alguma coisa a ver com os sonhos?(como o budismo da importancia aos sonhos).Forte abraço!

Bons sonhos!

Almir disse...

Sonho lucido - Purificacao

Vou relatar um sonho que tive hoje, na verdade tive varios, porem um lucido.

Eu estava com sono, deitei virado para cima, com as maos sobre o peito como um defunto, a posicao que me traz relaxamento. Adormeci rapidamente mantendo a consciencia.

Abri os olhos e logo vi que se tratava de um sonho, chamei logo um tal de oraculo, uma pessoa que "materialisei" para me ajudar (uma longa historia) e que agora me acompanha em alguns sonhos. Perguntei para ela qual o meu objetivo hoje e ela (dessa vez sob forma de uma senhora negra) disse:
-Hoje voce tem que se livrar de um peso, algo que te acompanha e lhe faz mal. Nesta hora tive no pensamento uma ideia como se eu ja soubesse como fazer isso, uma especie de introspeccao, entao girei uma das maos e dela saiu agua, que molhou todo o chao a minha volta, lembrei logo que se tratava de uma especie de circulo magico. Fiquei parado e comecei a meditar energeticamente, entao o circulo d'agua se foi fechando ate chegar aos meus pes, onde a agua sumiu como se eu a tivesse sugado para dentro de mim.
Depois eu estava livre para fazer o que eu quiser, contive a euforia e fui voando por cima de um praca, observando uma melher branca que parecia me seguir, tinham muitas pessoas ali. Acordei apos algum tempo.

jholland disse...

Almir,

Muito interessante esse seu sonho. Parece que vc já tem bastante experiência com esse tipo de coisa.

Voce faz algum tipo de prática formal ou tântrica ?

Abraços e continue escrevendo !

Almir disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Almir disse...

Na verdade sou novo nas praticas oniricas. Comecei a querer buscar sonhos lucidos a uns 3 anos atras, apos varias tentativas de realizar uma viagem astral, criei uma tecnica adormecer o corpo fisico mantendo a mente lucida com foco em uma determinada parte de cerebro, o chamado terceiro olho (o chakra mais usado e conhecido por mim). O resultado foi simplesmente um sonho lucido, de modo que voce dorme deste lado e acorda no outro.

Ja o oraculo, "ser" onirico relatado no sonho acima e algo que aconteceu por acaso, quando dormi pensando em buscar respostas para como realizar um viagem astral, desde entao essa ideia fixou na minha mente e sempre que preciso o chamo. Isso aconteceu duas vezes ainda.

Para ter sonhos lucidos apenas medito antes de dormir, uso da auto-sugestao e as vezes me pergunto se estou sonhando tambem.
Um dia comecei a escrever meus sonhos, mas a verdade e que minha memoria e fraca para coisas que acontecem no mundo fisico, porem os sonhos ficam guardados e as vezes ate sonho a continuacao de algum, pois sou muito ligado a algum deles por seus significados.
O fato de de desistir de escrevelos deve-se a falta de interesse mesmo e tempo, pois somente hoje foram mais de 3.

Sou leitor assiduo do seu blof a algum tempo, ja me identifiquei com muitas experiencias aqui, e espero se util tambem.

Tenham todos uma boa noite e uma otima semana
erros de ortografia pessoa que relevem XD.

jholland disse...

Muito legal, estou impressionado mesmo !

Tudo isso que voce disse é muito significativo e importante para quem se interessa por tais assuntos.

Caso voce queira postar algum sonho lúcido ou qualquer de suas experiências no mundo sutil,esteja à vontade. É só postar sob forma de comentário, autorizando sua publicação, que eu transfiro sob forma de postagem.

Sua idéia de utilizar o SL para buscar orientação acerca da lucidez foi muito boa, é uma das principais funções que podemos dar aos SL, na minha opinião.

Caso voce queira, tambm, elaborar algum texto acerca de técnicas e experiências, poste aqui.

Abraços !

Almir disse...

jholland

Voce tem minha permicao para postar qualquer relato feito por mim aqui, inclusive se quiser postar o relato feito la em cima esteja avontade.

boa tarde
otima semana