sábado, 19 de setembro de 2009

As várias dimensões dos sonhos lúcidos

Olá a todos,
É com enorme prazer que vos escrevo, agora aqui no Sonhos Lúcidos. A ideia surgiu depois de ter convidado o nosso querido amigo JHolland para participar no Pyr Hermetica. Do convite mútuo, que alias estendo aos restantes contribuídores deste blog, surgiu uma Irmandade da qual sinto uma enorme felicidade de pertencer.
Sendo assim, e como primeiro post, vou relatar três experiencias de sonhos lúcidos que tive, todas elas com utilidade e graus de lucidez diferentes. A ordem dos relatos é do mais recente para o mais antigo. Espero que gostem de ler!



O sonho começou como se estivesse a jogar um daqueles jogos de estratégia à semelhança do Age of Empires III. Embora não tivesse a noção de estar a jogar através de um computador, via tudo a partir de um ponto superior e o propróprio cenário era pixilizado. Estava a construir os primeiros estábulos, a fazer as plantações e organizar as pessoas para recolherem alguns recursos naturais do cenário. A partir de um certo ponto vi-me "lançado" para dentro do jogo e foi nesta altura que apercebi-me que só podia estar a sonhar. De qualquer forma, decidi continuar com o sonho, não numa perspectiva passiva mas activa, se bem que sem controlar o sonho.
Estavamos num monte bastante alto e via-mos a tribo inimiga ao longe. Num discurso emotivo, inflamei os corações de todos os homens para lutarem comigo contra a tribo inimiga porque sabia que iam tentar destruir a nossa população. Quando corria a frente das minhas tropas em direcção ao inimigo, apercebi-me que não tinha espada e, ao pedir a espada de um companheiro meu, ele disse-me: "Se isto é um sonho, tu próprio podes criar uma espada." Acenei e, a partir do nada, fiquei com uma espada na minha mão. A luta acabou rapidamente sem haver uma clara distinção entre quem tinha ganho. De volta ao acampamento, e já de noite, decidi construir uma enorme muralha em pedra para nos proteger-mos. Quando começamos a construir a muralha, via as tochas do inimigo ao longe mas, depois de ter-me distraído apenas uns segundos dando indicações sobre o que fazer, vi que alguns dos membros da tribo inimiga tinham cercado os meus trabalhadores. Curiosamente, embora tenha passado apenas alguns minutos, já era de dia. Junto deles estava o lider da tribo. Ao lembrar-me que era um sonho e, por conseguinte, tudo aquilo eram manifestações de mim próprio, decidi não retaliar mas sim conversar com o lider da tribo inimiga. Mal cheguei perto dele, tentou agarrar-me com um braço mas acabei por prender-lhe (o braço) com o meu próprio braço. Logo de seguida tentou fazer o mesmo com o outro braço mas o resultado foi exactamente o mesmo. Para minha surpresa, senti um terceiro ataque vindo de um terceiro braço mas, como se já não tivesse tido surpresas que chegue eu próprio tinha um terceiro braço. Lembro-me que nessa altura sorri com a situação, claramente onirica, e disse-lhe: "Achas mesmo que vale a pena lutar-mos? Não há terreno para todos?.
Nisto, e para algum descontentamento da minha parte, o meu telemóvel tocou e eu acordei.

Este sonho foi muito importante para mim na medida em que fiz uma reconciliação comigo próprio. O meu primeiro sonho lúcido foi uma autentica experiencia mistica. Para além de ter controlado completamente o sonho tive contacto com o meu Eu mais profundo. Foi a experiencia mais profunda que tive até hoje e desde esse dia que quis voltar a unir-me comigo próprio. Como nunca mais consegui, nem sequer de longe, pensei que pudesse ter sido pela minha atitude dominadora no sonho lúcido. Talvez tenha feito um atentado ao meu próprio inconsciente dominando completamente o sonho.
Penso que neste sonho lúcido a batalha simbolizava precisamente um novo conflito entre mim e o meu inconsciente. Talvez por ter meditado muito sobre isto, no sonho optei pela via da Paz e da união (neste caso, com o meu inconsciente, simbolizado pela tribo inimiga).





O segundo relato é uma experiencia bastante diferente. Ao contrário do sonho anterior, em que tive mobilidade total no sonho, pensava e tinha os sentidos dispertos (lembro-me que as cores eram espetaculares, bem mais vivas do que as da realidade), este sonho foi completamente diferente. Basicamente, nos dois dias anteriores ao sonho estava a tentar fazer uma tarefa no meu emprego que considerava particularmente complexa. Nessa noite, em rigor já era de manhã, sonhei que estava no meu local de trabalho (apenas ligeiramente modificado) a tentar imaginar a solução para o meu problema.
Lembro-me de estar em frente a um quadro branco (que existe na realidade) a fazer alguns rabiscos procurando inspiração (coisa que normalmente faço), quando, de repente, toda a configuração técnica que precisava de fazer começa a surgir na minha mente. Foi neste instante que apercebi-me que estava a sonhar e passei a observar a mim próprio enquanto rabiscava no quadro sabendo exactamente como iria fazer a configuração. Na altura o entusiasmo foi tanto, mais por ter chegado à solução técnica do que própriamente por aperceber-me que estava a sonhar, que tive de lutar para não perder a lucidez. O cenário cada vez começou a ficar mais ténue enquanto lutava para recordar-me da solução. Acordei um pouco frustrado porque, na verdade, já não me recordava da solução técnica que tinha "visto" no sonho. Curiosamente, durante esse dia de trabalho consegui acabar o projecto, se bem que sem poder garantir que foi com a solução do sonho.

Em jeito de reflexão, este sonho foi bastante diferente do outro. Não houve interacção com mais ninguém, o cenário resumiu-se ao quadro sento tudo o resto apenas luz, e o unico sentido que tinha desenvolvido era a minha capacidade mental. Recordo-me que até via (no sonho) particularmente mal. Também ao contrário do sonho anterior que surgiu de forma completamente expontanea, este sonho foi o resultado de um intenso esforço mental e de uma vontade grande de resolver o problema. Parece que fui premiado com as condições ideiais para resolver este desafio mental (ausencia de distracções, condicionamentos físicos e emocionais, etc). Se bem que a um nível muito diferente do sonho anterior, este também foi bastante util e curioso.




O meu sonho lúcido mais antigo foi o que considero ser uma verdadeira experiência mística. Embora já tenha sido à algum tempo, recordo-me perfeitamente dele. O sonho começou comigo a voar no Espaço. Embora fosse escuro, via as estrelas, e parecia voar a velocidade de cruzeiro. Voava sempre em frente e sem grande controlo. Nisto, pensei: "Se estou a voar, é porque estou a sonhar." Mal tive esse pensamento, a minha mobilidade aumentou extraordináriamente. A minha visão aumentou também em igual proporção. Nisto comecei a voar livremente, subindo e descendo e fazendo piruetas, até que pensei: "Se isto é um sonho, posso criar uma espiral azul." De repente, surgiu uma enorme espiral azul no Espaço. Percorria voando livremente e em completo extase. Voltei a pensar: "Se isto é um sonho, posso mudar o cenário." Sem esforço, todo o cenário de sonho mudou. Já não estava no Espaço. Consegui ver o cenário do Egipto faraónico a aparecer. Lembro-me perfeitamente de ver as piramides abençoadas pelo Sol, e foi precisamente aqui que algo se descontrolou. Vi todo o cenário desmoronar-se, sem a minha intenção, e senti-me a flutuar. Foi o primeiro momento em que senti o meu corpo deitado na minha, mas ao mesmo tempo sentia-me a flutuar. Apareceu um novo cenário, algo semelhante a um parque de diversões. Era em tudo identico a qualquer cenário real, com a excepção do céu. O céu era em tons de verde e cor de laranja. Num banco, estava uma senhora sentada pelo que disse-lhe cheio de entusias-mo: "Acabei de ter um sonho lúcido!" (pensava que já estava acordado), mas a senhora não respondeu. Passados momentos adormeci.

Este sonho foi uma das experiencias mais marcantes da minha vida. Foi o primeiro sonho lúcido que tive e foi uma sensação unica. O conteudo do próprio sonho foi fascinante (muito mais do que os outros), mas a minha maior experiencia foi outra. A minha voz no sonho, embora fosse parecida com a que tenho na realidade, era muito mais madura. Irradiava paz e sabedoria. Era como se estivesse acima de tudo o que estava a acontecer, não num sentido egocentro mas sim altruista. Desde essa altura que tenho uma enorme vontade de ouvir, ou Ser, novamente essa voz. Foi, sem duvida, uma experiencia que perdurou muito para lá do sonho.

9 comentários:

Lumenamena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jholland disse...

Caro Richard,

Maravilhosos seus relatos !

Todos os 3 sonhos que voce descreveu são singulares e trazem ensinamentos.

Gostaria de perguntar-lhe o seguinte: Você havia me dito que até há pouco tempo havia tido apenas o terceiro sonho - que caba de postar aqui. Então creio que voce conseguiu um rápido progresso, no sentido de aumentar bastante a frequência dos sonhos lúcidos. Chamou-me a atenção, também, que seus sonhos lúcidos são bastante estáveis e longos, e isso desde os primeiros.

No meu caso, tenho evoluído vagarosamente nesse sentido, ou seja, venho aumentando gradativamente a frequência e a duração dos sonhos lúcidos.

Daí a minha perginta: qual a técnica que voce tem utilizado para obter esses resultados ?

Considero isso extremamente importante e talvez fosse mesmo interessante você postar algo a respeito !

Abraços e parabéns !

Richard Hermeticum disse...

Olá JHolland,
Sim, tens razão quando dizes que até à muito pouco tempo só tinha tido um sonho lúcido (o ultimo do meu relato).
O segundo sonho lúcido foi na semana passada e o ultimo (primeiro do relato) foi de sexta-feira para sabado.
Como sabes, no meu blog já descrevi muitas técnicas e métodos para ajudar a ter sonhos lúcidos. A minha técnica para ter sonhos lúcidos é extremamente simples: não faço absolutamente nada. Só consegui ter sonhos lúcidos em períodos que não anotava os sonhos, nem punha o despertador para mais cedo, nem ficava a dormir até mais tarde, nem fazia exercicios de visualização, meditação, nada... Sempre que tento fazer alguma técnica nunca obtenho resultados.
A unica coisa que sei que fiz foi ter vontade de ter sonhos lúcidos. O primeiro sonho lúcido que tive resultou de uma enorme vontade. Tinha começado a ler sobre o tema (até foi aqui no blog) e passados poucos dias tive aquela experiencia completamente avassaladora.
É esquesito mas é verdade. :)

Abraços,
Richard

bytes gratis disse...

parabens ao blog,estou achando fantastico todos esses seus relatos de sonhos lucidos,pelo que eu lembro só tive um sonho lucido até agora mas não lembro bem,só lembro que percebi que era um sonho e a partir dae o sonho foi muito melhor.
ultimamente lendo alguns posts do blog decidi que iria fazer o posivel para conseguir sonhar desse jeito,no primeiro dia de tentativa tive um resultado esquisito.primeiro sonhei normalmente e acordei,depois voltei a dormir e dessa fez eu sonhei que eu estava conversando com umas pessoase de repente o cenario muda e as pessoas somem,no sonho eu digo"isso é um sonho"mas só que isso ainda é um sonho normal,pois eu ainda não controlo minhas ações e a partir dae segue um sonho normal que não lembro,depois volto a acordar e um pouco depois durmo outra vez,nesse outro sonho eu estou conversando com minha mae sobre sonhos lucidos e tal,o engraçado é que não percebo que estou sonhando porque embora tudo pareça normal nós estamos no quintal do vizinho,como posso não ter percebido o sonho? aff,mas vou continuar tentando até conseguir entrar nesse mundo.

Rodrigo disse...

Só tenho uma dúvida, desculpe-me pela minha ignorância no assunto mais eu queria saber se ter sonhos lúcidos tem efeitos colaterais, se faz mal, ou se a pessoa nunca mais vai deixar de ter controle sob seus sonhos,ou seja, se nunca mais sonhará normalmente???

jholland disse...

Olá Rodrigo,

Não se preocupe, o maior efeito "colateral" será um aumento da lucidez também na vigília...

Mas sua pergunta revela um otimismo bem grande, ou seja, de que voce corre o "risco" de ter APENAS sonhos lúcidos, algo que seria bastante incomum, revelaria uma integração psíquica bastante singular...

Será esse seu caso ?

Abs e continue participando do Blog !

paula silva disse...

Olá :)

eu tenho alguns sonhos lúcidos há bastante tempo! quando tive os primeiros era ainda muito nova e são sabia absolutamente nada sobre este tema!

os meus sonhos são sempre muito intensos, coloridos e longos! por vezes durante os sonhos, sei que que estou a sonhar e reconheço "figuras" que já tinha sonhado antes!
isso aconteceu-me com sonho mais belo que tive, à cerca de sete anos atrás!!!

*Sonhei com um velhinho de aspecto asiático/oriental, que reconheci imediatamente no sonho, porque já tinha sonhado com ele antes, numa outra situação, e percebi que estava a sonhar!
Ele disse-me que me ia dizer o Nome da Terra! e que me ia Mostrar a Terra, como ela é na Realidade!!!
Nesse momento percebi que estávamos na órbita da Terra, e o velhinho disse-me o nome da Terra, que no meu sonho eu Reconheci! (mas é a única coisa que não me lembro)
Então eu Vi a Terra... Não havia distinção entre terra e mar, simplesmente via Nódulos Energéticos luminosos, unidos uns aos outros por linhas de Luz, formando uma Gigantesca Rede ou Teia energética que envolve e une todo o Planeta!!! fazia lembrar a rede neuronal dos nossos cérebros! Foi lindo!!!

Foi uma Visão Avassaladora e Maravilhosa!!! uma experiência Divina...

Quando acordei de manhã, (com uma imensa felicidade e sentimento de comunhão com o todo) não me conseguia lembrar do nome da Terra, por vezes parece que está quase a surgir na minha mente, mas depois foge!

Abraços

jholland disse...

Muito legal seu sonho, Paula, por vezes recebemos ensinamentos por meio de sonhos. Continue participando e enviando seus comentários !

Hebert disse...

Eu leio sobre o tema faz uma semana e gostaria muito de ter um sonho lucido,mas queria saber se quando vc esta sonhando pareçe com a realidade ou sua visão fica meio embassada como nun sonho normal?