sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Um Encontro com o Mestre em Sonho?


Hugo
Pequeno relato (Mestre interior)
Já li em alguns lugares que uma das coisas legais de se fazer quando tem um sonho lúcido é tentar procurar o seu "mestre interior". Eu sempre tentava ter SL e fazer isso, mas chegava na hora eu sempre esquecia, e fazia outras coisas: Como voar, na maioria das vezes.Outro dia eu me elmbrei, e procurei pelo meu mestre interior. Não deu 10 segundos de procura, encontrei um homem de uns 50 anos, sentado num banquiho. Suas feições eram uma mistura de eskimó e ocidental, seus cabelos pretos começando a ficarem brancos. Quando o vi tive certeza: "É ele!", mas fiquei em dúvida sobre o que perguntar.A dúvida não durou muito. Antes que eu pudesse falar, ele disse de forma clara e pausada:"Você deve ser como uma caixa de ferramentas. Você deve viver para os outros."Fiquei confuso e pouco depois me vi em minha cama novamente. Foi uma experiência muito louca!

Hugo
Up! Novo sonho com mestre interior

Bom, depois daquele sonho com o meu mestre interior, fiquei intrigado com a mensagem dele: Você deve ser como uma caixa de ferramentas. Você deve viver para os outros."Hoje tive outro sonho lúcido, e na mesma hora procurei novamente meu mestre interior. Quando virei o rosto vi um negão fortão, de braços cruzados e mal encarado olhando para mim. Sabia que era ele.

Antes que eu pudesse falar qualquer coisa ele disse: "cale-se!" Fiquei quieto. Depois disso ele se transformou em uma criatura franzina, branca com pelos vermelhos na cara (parecia um macaco mutante, com um rosto demoniaco). Então ele disse:
_Quer que eu te fale tudo de uma vez ou conte só o começo, para que se lembre com mais facilidade?
_Pode falar tudo. Mas antes, uma pergunta: Você é o mesmo mestre interior que encontrei antes? O japonês?
_Claro que não, UHAuhauhuha.
_Ok então, pode começar.
_Escute bem. grave o que vou dizer... lá vai: O Indio foguinho foi subestimado!
_Indio foguinho???
Aí ele começou a rir debochadamente de mim.
Até agora não sei o que ele quiz dizer com Indio foguinho UHAuhmAIuhAUHuhA.




http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=57010&tid=2552089289774962576&na=4

3 comentários:

Hugo disse...

Gostei de ver meu relato no blog =)
No mesmo post do orkut descrevi meu segundo encontro com meu "mestre interior". Vou transcrevê-lo aqui para se quizerem publicar também, abraço.
______________________________

Novo sonho com mestre interior


Bom, depois daquele sonho com o meu mestre interior, fiquei intrigado com a mensagem dele: "Você deve ser como uma caixa de ferramentas. Você deve viver para os outros."

Hoje tive outro sonho lúcido, e na mesma hora procurei novamente meu mestre interior. Quando virei o rosto vi um negão fortão, de braços cruzados e mal encarado olhando para mim. Sabia que era ele. Antes que eu pudesse falar qualquer coisa ele disse: "Cale-se!"
Fiquei quieto.
Depois disso ele se transformou em uma criatura franzina, branca com pelos vermelhos na cara (parecia um macaco mutante, com um rosto demoníaco). Então ele disse:

_Quer que eu te fale tudo de uma vez ou conte só o começo, para que se lembre com mais facilidade?

_Pode falar tudo. Mas antes, uma pergunta: Você é o mesmo mestre interior que encontrei antes? O japonês?

_Claro que não, UHAuhauhuha.

_Ok então, pode começar.

_Escute bem. grave o que vou dizer... lá vai: O Indio foguinho foi subestimado!

_Indio foguinho???

Aí ele começou a rir debochadamente de mim. Até agora não sei o que ele quiz dizer com Indio foguinho UHAuhmAIuhAUHuhA.

maninho disse...

Interessante o seu relato Hugo.
Eu tive tbm um sonho parecido com o seu segundo relato na madrugada de 11/09/2001.
So que no sonho eu disse com vc eu não converso, com vc eu não falo e acordei muito assustado. Dormi denovo e sonhei com um helicoptero caindo em cima de uns eucaliptos do lado da minha casa, acordei e não dormi mais.
Como ele apareceu é muito semelhante ao meu sonho .
Muito interessante.
Falow mister.

Rita disse...

TIVE HOJE MEU PRIMEIRO SONHO COM O MEU MESTRE INTERIOR, TALVEZ PORQUE EU ESTAVA ME SENTIDO NO FIM DO CAMINHO E NÃO SEI MAIS PARA ONDE IR. ELE ERA UM ESPECIE DE SAMURAI, A CULTURA JAPONESA SEMPRE ME FASCINOU E SEMPRE FEZ PARTE DA MINHA VIDA, MESMO NÃO SABENDO PORQUE AFINAL NINGUEM DA MINHA FAMILIA É DESCENDENTE DE ORIETAIS BOM EU IA ACAMPAR, MAS TUDO DAVA ERRADO E DERREPENTE COMEÇAVA A CHUVER FORTE A BARRACA QUE EU ESTAVA COM OUTRAS PESSOAS NÃO ESTAVA AQUENTANDO A CHUVA DAI SAIMOS DELA AI EU VI O MESTRE QUE CHAMAVA A GENTE PARA SUA TENDA ERA UMA TENDA REDONDA LINDA CHEIA DE ALMOFADAS, ELE CONVIDAVA PARA TODOS SENTARES E TODOS SENTAVAMOS ELE SENTAVA A FRENTE DE NÓS PERTO DA ENTRADA TINHA ENTRADA TBM DOIS INDIOS MOICANOS E ELE INDAGAVA A PRESENÇA DELES E ELES DIZIAM QUE ERAM AMIGOS E QUE ESTAVA DO NOSSO LADO MAS O MESTRE RAPIDAMENTE TIRAVA SUA ESPADA E MATAVA OS DOIS A CORRERIA COMEÇAVA TODOS SAIAM CORRENDO DA TENDA FICOU APENAS EU E ELE APROXIMEI DELE E PERGUNTEI SE PODERIA FAZER UMA PERGUNTA E ELE DIZE QUE SIM COM A CABEÇA, EU PERGUNTAVA QUAL ERA O MEU SENTIDO DE EXISTI PARA QUE HAVIA NASCIDO SE NA MINHA VIDA TUDO DAVA ERRADO ELE SORRIU SEM DIZER NADA ME CHAMOU PARA FORA DA TENDA E ESTAVA TENDO UMA ESPECIE DE CONFLITO MUITOS CORRENDO VIA CRIANÇAS MULHERES CORRENDO DESESPERADOS FUGINDO PELA FLORESTA DENTRO, ELE ME CONDUZIA JUNTO COM OUTRAS PESSOAS PARA A FLORESTA TBM MAS POR OUTRO CAMINHO,O CONFLITO ACABAVA E EU VIA AS PESSOAS SEGUINDO POR UM CAMINHO PELA FLORESTA NÓS SEGUIMOS ESSAS PESSOAS TINHA UM CAMINHO DE ARVORES GIGANTE DOS DOIS LADOS NA COPA CADA ARVORE TINHA UM ENORME ESPELHO PINDURADO UM DE FRENTE PARA COM A ARVORE A SUA FRENTE ERAM MUITO O MESTRE ESPLICAVA PARA QUE ERA ISSO, MAS EU DIZIA QUE EU SABIA QUE ESPELHOS DE FRENTE UM PARA O OUTRO ERA PARA PROTEÇÃO OU SEJA SEJA ENVIADO DE VOLTA A VC O QUE VC DESEJAR A ALQUEM, DEPOIS VIA UMA ENTIDADE QUE DIZIA QUE NÓS NÃO PODIA PASSAR POR ALI MAS O MESTRE MUDAVA SEM QUE ELA VISSE A FORMA DA ESTATUA DO LUGAR E MOSTRAVA QUE NÓS ERAMOS IGUAIS, E ENTÃO ELA NÓS DEIXAVA PASSAR, DEPOIS LEMBRO DE LE CAMINHANDO ATE ALGO PARA PEGAR MAS EU ACORDAVA E NÃO CONSIGO LEMBRA OQUE ELE PEGAVA.